sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

«Junção Interrupta»


De uma tarde amanhecida
Vivida em combustão
Degustada assim de repente
Como um fósforo ardente
Reflecti sobre as letras proeminentes
Espaços que morreram em mim
Destacaram-se aquelas que dizias
Com o suor do rosto e
Por entre os lábios rasgados:
Fogo fátuo na minha mente

Foto: Tariana Mara

2 comentários:

un dress disse...

? memória


in in terrupta






~~

delia disse...

Gostei :) beijo