quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

«Suspiro»

Rompe-se esta folha de papel
Por ousar o teu nome
Soletrar-se nesta torre sem fim
Não é a Torre de Babel

É uma outra. De fontes florescentes
De rios largos e estreitos
Caminhos longos e atalhos
De águas, em fluxos cadentes

Frutos verdes e maduros
Trincados em catadupa
Silêncios e barulhos
Que não ecoam
Ou se fazem à maluca

O conforto e o desconforto
Que rastejam lado a lado
Abraçados vão, de mãos entrelaçadas
Suspirando baixinho: - vai, é agora
Lança o teu dado

Foto: Carlos Vilela

13 comentários:

Maria del Sol disse...

Quando o silêncio é rasgado por belas canções como as da Cinematic Orchestra (onde o Patrick também teve brilhantes prestações) e pelas tuas palavras, já não é só de ouro, é de platina. :)

verdades_e_poesia disse...

Não mereço a platina. Prefiro merecer a tua boa presença aqui. :)*

Cláudio disse...

Ousar nomear, ousar lançar o dado, ousar... e a recompensa nem sempre à vista, fazendo-se ou não vista (grossa ou cristalina?), trémula como um sem fim de hesitações... Mas o paraíso ali ao lado só mesmo para os que ousam ousar.

Gosto das tuas palavras. Gosto que ouses escrever.

delia disse...

:)

verdades_e_poesia disse...

«grossa ou cristalina?» eis a questão... :)
A hesitação não é também para os que ousam? Ou haverá alguém que consegue ousar continuamente sem hesitar? Tento ousar maioritariamente, mas nem sempre consigo. E tu que ouses mais vezes em aparecer por aqui em comentários ;)

Cláudio disse...

Tens razão. Sem a noção da hesitação, sem a pulsão dos receios, não poderia haver em nós a consciência da ousadia. Só se fôssemos inconscientes e mesmo assim...

Como vês, ousei de novo comentar :)

verdades_e_poesia disse...

Não queria ter razão, mas parece-me que a ousadia está a tomar conta de nós os dois. Então aí vai (sem ser ousado) um abraço :)

verdades_e_poesia disse...

Também para ti Delia :)

un dress disse...

não lances!

ousar O nome!

... e vai mesmo... sem dado!!







.beijO

Anónimo disse...

olá, sempre achei que deverias passar para o papel:), beijo

verdades_e_poesia disse...

Undress: :)

-------------------

Anónimo: Saber manter o anonimato também é importante, mas penso neste caso não ser necessário. Ou é? Obrigado pelas palavras

Ana Paredes Mendes disse...

Ousadia desta � sempre bem-vinda ;)
Gostei do espa�o!Espero voltar!

verdades_e_poesia disse...

Olá Ana! Bem vinda ;)